9 de agosto de 2015

Secretaria Municipal de Transportes (SMT) implanta programa Controle da Qualidade da Segurança no Trânsito

      A Secretaria Municipal de Transportes (SMT), em parceria com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), implantam no próximo dia 10 de agosto o programa Controle da Qualidade da Segurança no Trânsito (CQST), que tem por objetivo diminuir as mortes no trânsito, atuando na prevenção dos acidentes, focando a educação e a fiscalização de trânsito.
      A ação que faz parte do Programa de Proteção à Vida (PPV) é composta por quatro diretrizes estratégicas, como Quantificação do índice real de infrações cometidas na cidade com base em pesquisa de campo; Ações Educativas; Fiscalização Aleatória; e Análise de resultados e melhoria dos processos.
      Na primeira fase do programa será realizada a Fiscalização Aleatória juntamente com as ações de educação, na qual os agentes de trânsito estarão distribuídos pelos pontos diferentes da cidade. Este procedimento é inovador, pois amplifica o trabalho de fiscalização de maneira controlada, a partir de critérios estatísticos de amostragem aleatória, em cruzamentos semaforizados ou não, da cidade de São Paulo.
      Foram escolhidos 250 pontos de fiscalização, entre cruzamentos e travessias de pedestres semaforizadas. Estes pontos estão espalhados por toda a cidade, em todas as regiões. Ao final de um período de dois meses, estes pontos, serão trocados por outros 250, e o ciclo da Fiscalização Aleatória recomeça.
      As argumentações para desenvolvimento do programa surgiram a partir de pesquisas de campo, que ocorreu em 20 cruzamentos espalhados estrategicamente pela cidade. O resultado global da aferição mostrou o seguinte resultado: dos 15.370 veículos observados, 8.521 cometeram algum tipo de infração de trânsito.
      Vale destacar que as demais ações serão implantadas gradativamente colaborando para a mensuração dos resultados obtidos e tomada de ações efetivas em prol da redução dos acidentes de trânsito na cidade de São Paulo.
      O programa segue as diretrizes do chamamento “Década Mundial de Ações para a Segurança Viária”, que foi lançado em 2011 pela Organização das Nações Unidas (ONU), através da Organização Mundial da Saúde (OMS), cujo propósito é reduzir o número de acidentes até o 2020.



Willian Ribeiro
Assessoria de Imprensa CET SP


0 Comentários :