4 de agosto de 2015

Fuja do estresse: ele coloca todos no trânsito em risco

      O Observatório destaca que no trânsito, o estresse potencializa os riscos de acidentes. 

      O estresse é um mal que pode atingir a todos, nos mais diversos espaços – mas a impressão de que no trânsito, o estresse é sempre potencializado e encontra um espaço privilegiado para manifestações arriscadas, é cada dia mais real.
      Nos tempos atuais, as pessoas estão muito mais vulneráveis ao seu impacto, em razão da correria e velocidade impostas pela modernidade; e os riscos dessa condição também podem influenciar no nosso comportamento, ampliando os acidentes.
      O estado de humor do motorista pode ser decisivo para colocar a segurança de todos em perigo. Afinal, a falta de paciência e o comportamento explosivo, característicos da pessoa estressada, podem levar a atitudes imprudentes e com grandes consequências como, por exemplo, a pressa pode levar o motorista a exceder a velocidade permitida, a queimar um semáforo; fazer ultrapassagens e manobras arriscadas; entrar em discussões e perseguições por motivações banais.
      O trânsito é também um elemento gerador de estresse, basta a experiência de ficar horas dirigindo, que o corpo e mente vão reagir e a sensação de cansaço é quase inevitável. E dirigir cansado pode ser tão arriscado quanto dirigir alcoolizado, alertam os especialistas do ONSV - OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária.
      O OBSERVATÓRIO lembra que a gentileza é uma importante atitude contra o estresse, sobretudo o estresse do outro. “Mesmo se o condutor for provocado no trânsito, deve procurar manter a calma e não usar seu carro como uma “arma”.
      Algumas dicas podem contribuir para que haja mais harmonia no trânsito, até mesmos em situações mais estressantes. Confira as dicas do OBSERVATÓRIO:

  • Motorista, faça alongamentos, quando for enfrentar trajetos longos ou congestionados.
  • Mantenha uma boa postura e respire, pois ficar na mesma posição pode levar a dores de cabeça, nas costas e pescoço, e ardência nos olhos; causando irritabilidade e reações inesperadas.
  • A cada uma ou duas horas, faça paradas e também beba água. Quando você faz uma pausa, a tendência é relaxar.
  • Ligue sempre o ar-condicionado em viagens longas para garantir o seu conforto. Procure manter um ambiente agradável no carro, evite discussões, que geram mais estresse e podem desviar sua atenção.
  • Planejar a viagem pode ajudar a evitar trajetos que podem estar congestionados. Hoje, aplicativos podem ajudá-lo a fugir de rotas com trânsito lento e parado.
  • Ouvir música pode ajudar a relaxar, mas tome cuidado com o volume que pode distrai-lo ao longo do trajeto;
  • Também evite manusear equipamentos como CDs ou pendrives, que podem tomar sua atenção. Antes de sair, já coloque o pendrive para não se distrair.
  • Outras atitudes podem ajudar a minimizar o estresse como se alimentar e dormir bem e também praticar esportes.

O OBSERVATÓRIO disponibiliza, ainda, um vídeo sobre o tema para complementar todas as recomendações. Assista ao vídeo agora:




http://www.onsv.org.br/ver/-808

0 Comentários :