22 de novembro de 2014

A bola da vez falando sobre trânsito.

      Fico pensando como seria legal se o Brasil ganhasse, mais uma vez, a Copa do Mundo. Desde que a FIFA lançou a primeira edição deste evento esportivo, faço minha parte, com “honra ao mérito”, nos campos de futebol dos países que sediaram o campeonato, mas apenas cinco vezes consegui que a equipe do Brasil fosse a campeã deste torneio... Agora espero ver o título de hexacampeão trazer alegria aos sorrisos brasileiros. 
      Ser chutada de um lado para o outro, sem rumo, não é legal... eu vibro mesmo quando todos os craques jogam como se fossem apenas um, pois só assim eu me sinto a estrela da jogada. Nesta Copa de 2014, algo em especial me motiva ainda mais – o campeonato será realizado no Brasil! Estou com energia de sobra para correr sem cessar todos os estádios a favor de vocês... mas, espere aí.... esta palavra “correr” me lembrou algo, me fez associar: pedestres, ciclistas, motociclistas e motoristas correndo para chegar a tempo de assistir aos jogos da Copa do Mundo!
      Nossa, que desastre poderia ser se eu não tivesse me lembrado disso!   Imagino que, pelo menos em São Paulo, a maioria das pessoas já devem conhecer as regras para um trânsito ideal, pois vejo que a CET faz muitas atividades educacionais e preventivas para um trânsito mais seguro, mas não custa lembrar: Pessoal, estas regras valem para todos os envolvidos no sistema; é isso aí... cada um deve fazer sua parte, pois o trânsito é um espaço público no qual devemos exercer a cidadania, gentilmente, pensando de maneira integrada com todos os aspectos que envolvem a convivência em sociedade.
      Então, vamos lá torcida, juntos poderemos vencer – a Copa e o trânsito! Na mesma ordem que coloquei acima - pedestres, ciclistas, motociclistas e motoristas, respectivamente, todos devem proteger o seu próximo porque são mais vulneráveis e, em especial... pedestres, vocês sempre terão preferência porque são a parte mais frágil do sistema, mas isso não diminui a responsabilidade de agirem e contribuírem corretamente para um bom convívio com os outros componentes do grupo.
       Ufa... estou me sentindo mais aliviada! Eu sabia que precisava falar algo de importante para vocês... já pensou se eu tivesse me esquecido? Eu não quero nem imaginar! Agora eu vou embora porque preciso avisar sobre a importância de um trânsito seguro e gentil nas outras cidades que terão jogos da Copa do Mundo, para depois eu rolar tranquila nos campos a favor do Brasil e fazer o tão esperado GOOOOOOOOOOL...

Fabiany Mantovani de Santana – hoje faz 28 anos - formada em RH, estudante 2º ano de Engenharia Civil, Assistente Administrativo II – CET/SP 

Texto escrito anterior ao acontecimento da Copa do Mundo do Brasil.

0 Comentários :