3 de abril de 2014

Semáforo que abre antes para ônibus começa a funcionar em São Paulo

Aparelho abre 12 segundos antes dos demais e foi instalado na Lapa.

Objetivo é que ônibus cruzem a pista sem atrapalhar os carros.

Letícia Macedo - Do G1 São Paulo




Semáforo exclusivo para ônibus (Foto: Letícia Macedo/G1)
      
      Um semáforo que abre antes para os ônibus começou a funcionar no cruzamento da Rua Clélia com a Rua Tibério na Lapa, Zona Oeste de São Paulo, nesta terça-feira (1º).  A tecnologia importada da Inglaterra, chamada "Queue Jump" (fura-fila, em tradução livre do inglês para o português), é inédita no Brasil.
      O equipamento foi instalado à direita da via, na faixa exclusiva para ônibus. Para diferenciar o equipamento, dentro da iluminação que indica as três fases é possível ver um ônibus iluminado.
      Após detectar a presença do coletivo na faixa exclusiva, o aparelho abrirá 12 segundos antes do sinal para os demais veículos. O semáforo comum para os carros permanece fechado, com a cor vermelha.
      Quando não há tráfego na via, o ônibus consegue passar da faixa da direita para a da esquerda e, assim, ter acesso ao corredor da Avenida Francisco Matarazzo. Depois de 12 segundos, o semáforo dos carros abre. A travessia de pedestres só é permitida quando os dois semáforos estiverem fechados. Os técnicos da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vão ficar no local nos próximos dias para orientar pedestres e motoristas.
      “É um mecanismo de ultrapassagem que não exige uma pista adicional ou grande esforço do ponto de vista da logística para favorecer o transporte público. São mecanismos que melhoram a fluidez do trânsito privilegiando o transporte público e favorecendo também o fluxo de carros”, afirmou o prefeito Fernando Haddad (PT).
      A Prefeitura estuda instalar mais quatro ou cinco semáforos com o sistema em outros pontos da cidade, mas não especificou em quais.
O semáforo funcionará nos mesmo períodos de operação do corredor exclusivo para os ônibus na rua Clélia, ou seja das 6h às 11h e das 16h às 20h. Quando o corredor estiver desativado, o semáforo funcionará como um semáforo convencional.
      “É uma mudança de cultura que exige atenção do motorista e do pedestre. O pedestre tem que saber que aqui tem tempos semafóricos diferenciados para o ônibus e para o carro. Não é uma coisa que possa se fazer generalizadamente sem uma mudança de cultura. Motoristas de ônibus pedestres têm que ser educados para isso para que tudo funcione bem”, disse Haddad.
      Vinte quatro linhas, que transportam 167,5 mil passageiros ao dia, serão beneficiadas. De acordo com a CET, 169 ônibus passam entre 6h e 9h pela Rua Clélia.

0 Comentários :